22 mar

Páscoa: nutricionista explica os benefícios do chocolate

O chocolate é feito à base de amêndoa fermentada e torrada de cacau, mas também contém açúcar e gordura. Não há estudos que relacionam o chocolate ao surgimento de doenças como o câncer. E a boa noticia a respeito é que algumas substâncias presentes no cacau, como os flavonóides (que são antioxidantes e anti-inflamatórias), possuem a comprovação de uma relação positiva na prevenção de doenças cardiovasculares  e controle do colesterol.

 O consumo do cacau também influencia a liberação da serotonina, que contribui para a melhora do humor e traz sensação de bem estar e relaxamento. Segundo a nutricionista, Verônica Pessoa, do Grupo CON, quanto mais amargo for o chocolate, mais cacau presente, menos açúcar e, com isso, maiores seus benefícios. “Mas não quer dizer que temos que comer exageradamente o chocolate ”, ressalta.

Benefícios do Chocoolate

 Vale lembrar que o chocolate branco não é verdadeiramente um chocolate, pois não tem cacau, só gordura e açúcar e que o chocolate diet tem menos açúcar, mas provavelmente possui mais gordura para manter sua consistência. Não se pode relacionar diretamente o chocolate a prevenção do câncer, mas seu excesso leva ao aumento de gordura e açúcar, e com isso aumento de calorias, o que provavelmente levará ao excesso de peso. Esses fatores associados ao sedentarismo e hábitos alimentares ruins, pode predispor o organismo a desenvolver algum tumor.

 “Recomenda-se o consumo moderado e orientado por um(a) nutricionista, em conjunto com uma alimentação saudável. Quanto a quantidades, uma barrinha de 20 a 70g do chocolate amargo (pelo menos 70% de cacau)”, explica a nutricionista. Para pessoas em tratamento para o câncer não é muito recomendado seu consumo, uma vez que tem a presença de gordura (que pode aumentar as chances de náuseas) e de açúcar (que aumentam as calorias da dieta e não é recomendada aos diabéticos).

 “Mas a melhor recomendação para se obter esses compostos antioxidantes que ajudam a prevenir algumas doenças é uma alimentação saudável, rica também em frutas e vegetais”, finaliza Verônica.  

 

Veronica Pessoa Nutricionista*Verônica Pessoa, nutricionista responsável pelo Grupo CON