29 jul

Nutrição: como os pais podem manter uma alimentação saudável das crianças nas férias

Promover alimentação saudável desde a infância ajuda no crescimento e previne doenças a curto e longo prazo

Nas férias da criançada é difícil manter a rotina. Elas dormem mais tarde e sempre têm uma resposta pronta para tudo: “Ah estou de férias!”. Nesse período, muitas vezes, a alimentação saudável fica em segundo plano, dando mais espaço para doces e outras guloseimas.

A coordenadora do curso de Nutrição da faculdade Pitágoras, Alessandra Carvalho Ferrarezi Menegario, destaca que existe diversas formas para incentivar a boa alimentação nas férias escolares. “As vezes é difícil controlar a vontade de comer comidas mais calóricas quando estamos em casa, no caso das crianças isso se tornar inda mais difícil. Uma boa recomendação é criar atividades que envolvam comidas saudáveis, como cozinhar juntos, por exemplo. É fundamental agregar a criança no preparo das refeições, na montagem da mesa, na escolha do prato e talheres. Nesses momentos desligue a televisão e deixe a criança voltada ao processo desde o pré-preparo até a alimentação em si. Priorize sentar-se à mesa com toda família reunida. De forma sutil a gente consegue manter a rotina e incentivar a alimentação saudável”, conta.

Alimentação saudável das crianças nas férias escolares

A especialista explica ainda que a promoção da alimentação saudável desde a infância traz diversos benefícios. “A boa alimentação ajuda no crescimento, no desenvolvimento e previne problemas de saúde, tais como a anemia por deficiência de ferro, obesidade, e cárie dental. Além disso, pode prevenir problemas de saúde a longo prazo, como doenças cardíacas, câncer, diabetes, hipertensão, osteoporose e outras”.

Ao contrário do que muitos pensam, uma alimentação saudável não significa uma alimentação cara ou de difícil acesso. “Faz parte de uma alimentação saudável, a maioria dos alimentos “in natura”, tais como: feijão, arroz, milho, trigo, frutas, legumes e verduras, sementes e castanhas, onde devem ser consumidos em porções adequadas todos os dias para garantir os nutrientes essenciais ao organismo”, diz a nutricionista.

Para ajudar os pais no período de férias, a coordenadora do curso de Nutrição da Pitágoras, Alessandra Menegario, reuniu algumas opções de dar água na boca. Confira!

Frutas no palito

Para deixar esse momento mais prazeroso para os pequenos, vale usar a criatividade na alimentação. Para instigá-los a se interessar pelas frutas, que tal convidá-los para montar espetinhos? Corte frutas diferentes no formato de bichinhos ou figuras, perfeitas para comer brincando!

Sanduíche de atum

É o tipo de receita que leva poucos ingredientes e pode ser preparada de última hora como lanche de férias para as crianças. Basta preparar um patê de atum e rechear o pão de sua preferência, seja francês ou de forma.

Para o patê, utilize uma lata de atum ao natural para duas colheres de sopa de creme de leite (é possível adicionar mais ou menos, de acordo com a preferência). Essa receita fica leve e saborosa. Uma dica é acrescentar legumes, como cenoura ralada e salsinha picada, para o lanche ficar mais nutritivo. Finalize o pão com meio tomatinho cereja espetado no palito.

Tapioca

A tapioca é feita a partir da mandioca, não possui gordura nem glúten e apresenta baixíssimo teor de sódio. Além disso, é possível recheá-la de diversas formas diferentes, incluindo recheios salgados (queijo, frango desfiado, carne moída, peito de peru).

Alessandra Menegario Nutricionista*Sobre Alessandra Menegario

Graduada em Nutrição pela Universidade de Ribeirão Preto (2004). Mestre (2008) e Doutora (2014) pelo departamento de Alimentos e Nutrição da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara/SP, Área de concentração: Ciência dos Alimentos. Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos, com ênfase nas áreas: Controle de Qualidade de produtos; Análise sensorial; Estudos de mercado com consumidores; Legislação e Rotulagem de alimentos. Atualmente (2017-atual) é Sócia Proprietária da All Feed Consultoria em Nutrição e coordenadora do curso de Nutrição da Faculdade Pitágora