16 fev

Álcool: conheça os risco para a saúde vascular

Especialista alerta sobre os riscos que o excesso pode causar em nosso corpo

O dia 18 de fevereiro, é considerado o Dia Nacional de Combate ao Alcoolismo, doença que mata, todos os anos, mais de 3 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). O consumo regular e excessivo de álcool está relacionado ao desenvolvimento de uma série de condições prejudiciais à saúde vascular, como aterosclerose, hipertensão, acidente vascular cerebral (AVC) e até cardiomiopatia, que ocorre quando o músculo cardíaco torna-se inflamado e ampliado, e não consegue bombear sangue tão rápido como deveria. 

Abuso do álcool pode causar problemas vasculares

De acordo com a Cirurgiã Vascular, Dra. Fátima El Hajj, embora seja popular a informação de que com moderação, o álcool pode trazer benefícios à saúde do coração a partir dos flavonoides e ácidos fenólicos presentes no vinho e na cerveja, pesquisas indicam que uma dieta equilibrada e atividade física trazem consideravelmente mais benefícios à saúde, uma vez, que a capacidade antioxidante dessas substâncias presentes não chegam a compensar a capacidade do álcool de lesar nosso organismo.

“A verdade é que tudo em excesso faz mal e com a bebida isso não é diferente, seu consumo exagerado pode causar desde desidratação até trombose e infarto”, completa.

Além da vasodilatação dos vasos, a bebida também ativa a liberação de hormônios anti-diuréticos, que causam perda de líquidos essenciais para o nosso corpo, promovendo a diminuição do volume total de sangue circulante e sua concentração, tornando-o mais suscetível a tromboses. 

Ainda segundo a especialista, o abuso pode ocasionar efeitos mais graves, como cirrose hepática e essa cirrose pode ocasionar trombose da veia porta e da veia cava, veias importantes do nosso corpo. Dessa forma, deve-se desencorajar o consumo diário de álcool, pois os efeitos a longo prazo para o fígado e o sistema nervoso central são perversos.

Para quem não abre mão, Fátima afirma que meia taça de vinho tinto por dia é recomendável para não passar vontade. “O álcool, em pequena quantidade, e de preferência ingerido em forma de vinho tinto que é rico em polifenóis, protege nossas artérias da aterosclerose”, explica.

Já para aqueles que não dispensam uma noite de muita bebedeira, cuidados podem ser tomados para amenizar seus efeitos negativos: “A regra é clara: dois copos de água para um copo de bebida alcoólica”, finaliza a médica.

Cirurgiã Vascular, Dra. Fátima El HajjDra. Fátima Mohamad El Hajj é  Cirurgiã Vascular formada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP e Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular – SBACV